Juiz marca pênalti inexistente e Lusa estreia com empate fora de casa na Copa Rio

0
1345
Jogadores comemoram o segundo gol da Lusa no jogo, marcado por Fabinho. (Foto: André Oliveira/PortuguesaRio

Por: André Oliveira/Assessoria de Comunicação

Em busca do tricampeonato e da manutenção do título, a Lusa estreou na Copa Rio contra a equipe do AD Itaboraí, no estádio Alzirão. Com um time alternativo, a Portuguesa foi superior durante quase toda partida e só não saiu com a vitória graças ao juiz da partida que viu mão do lateral Lucas dentro da área (só ele viu…). Resultado final, 2×2 e a vantagem de dois empates no jogo da volta na Ilha.

O JOGO
Visando o confronto decisivo pela 2° fase do Campeonato Brasileiro da Série D, o técnico Edson Souza optou por poupar algumas peças importantes da equipe e decidiu lançar jogadores advindos da base da Portuguesa e atletas que não vinham sendo muito utilizado. Foi o caso de Adriano, Matheus Duarte, Índio, Lucas e Flavinho que começaram a partida como titular.

Embora o primeiro tempo tenha sido de amplo domínio da Portuguesa, poucas chances foram criadas em um gramado de péssima qualidade. Salvo exceções em cruzamentos na área e com Tiago Amaral que brigou muito na frente e finalizou algumas de fora da área com certo perigo.

No segundo tempo, a Portuguesa continuou a jogar em cima do adversário e logo aos quatro minutos, Flavinho, meia-atacante fez seu primeiro gol como profissional. Em jogada individual pela ponta direita, ele driblou dois e chutou no cantinho para marcar o primeiro da Lusa.

O empate do Itaboraí veio em um lance vergonhoso e patético protagonizado pelo árbitro da partida e seus auxiliares. O lateral direito do Itaboraí cruzou, Lucas, lateral da Lusa, com as mãos junto ao corpo interceptou o lance e seguiu o jogo. Porém árbitro sinalizou a marca da cal alegando um toque de mão intencional do lateral lusitano. Veja na foto abaixo que no momento do lance, Lucas está fora da área. Com o penal marcado, Edu foi para cobrança e mesmo tocando na bola, Luciano não conseguiu evitar o gol de empate.

Detalhe para o posicionamento fora da área de nosso lateral esquerdo. (Print FFERJ)

Logo em seguida, a Lusa mostrou que estava viva e após jogada pela linha de fundo, Hugo rolou para Fabinho que na saída do goleiro marcou o segundo gol da Lusa. Com o tento a frente, a Lusa continuou pressionando, mas não conseguiu balançar as redes. Por outro lado, o Itaboraí, conseguiu achar uma brecha pela esquerda e conseguiu um cruzamento para Edu fazer seu segundo gol na partida.
Muniz ainda teve a chance de garantir a vitória, assim como Geovane Maranhão e Hugo. Mas ficou nisso mesmo. 2×2 e a vantagem dos empates para a Lusa.

FALA, FLAVINHO!
– Agradeço a Deus primeiramente, a comissão técnica pela confiança e aos meus companheiros pelo apoio. O primeiro gol a gente nunca esquece, tem um sabor especial. Espero que seja o primeiro de muitos com a camisa da Portuguesa. Queremos sempre estar em evidência, mas para isso é preciso trabalhar forte para as oportunidades surgirem – disse o jogadorFlavinho fez seu primeiro gol como profissional (Foto: André Oliveira)

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here