Portuguesa é valente até o fim, mas perde para o Corinthians na Taça Brasil de Futsal

0
218
Rabiola finaliza com perigo. Foto: Edson Castro

Pela terceira rodada do grupo B, a Portuguesa-RJ acabou sendo derrotada para o Corinthians-SP, por 2 a 1, em um jogo dinâmico e repleto de emoção. A Lusa abriu o marcador ainda no primeiro tempo, sofreu o empate e segurou o resultado, que era satisfatório, até o último terço do segundo tempo quando tomou a virada. Com o resultado a Lusa estaciona nos quatro pontos em três jogos realizados.

O JOGO!
Com proposta de marcação forte com linha baixa e tentando explorar os contra-ataques, a Lusa novamente fez uma brilhante partida digna de aplausos, se tratando de enfrentar o Corinthians, um dos melhores elencos da América Latina. Logo aos três minutos de partida, Serginho, capitão da equipe, aproveitou o contra-ataque e em dois toques balançou as redes abrindo o placar para a Lusa. Com o resultado adverso, não teve outra alternativa para o adversário a não ser partir para cima da Portuguesa a qualquer custo.

Por um outro lado, a Portuguesa bem postada não dava espaços para o Corinthians, que tentava assustar nos chutes de média a longa distância. Não demorou e no sexto minuto de jogo, o adversário conseguiu o gol em um chute despretensioso. Com a partida igualada, as propostas pouco se alteraram. Lusa continuava na marcação forte e criando muito perigo nos contra-ataques, como foi o caso de uma jogada aos nove minutos com o Rabiola, que obrigou o goleiro do Timão a fazer uma brilhante defesa. Nos minutos finais do primeiro tempo, o Corinthians criou algumas chances com boas intervenções do goleiro Rubão. Em uma delas a bola chegou a explodir no travessão.

SEGUNDO TEMPO
O empate de certa forma favorecia a Lusa, então o Corinthians mexeu bem o elenco e colocou em campo as principais peças. A Portuguesa, por sua vez, continuava venenosa e bem vertical nos contra-ataques. Aos cinco minutos da segunda etapa por pouco a Lusa não conseguiu a virada com Xandão. Depois desse lance, o adversário foi para um literal abafa e a Lusa sofria para conseguir imprimir a marcação que funcionou na primeira etapa. Se destacava então o goleiro Rubão que fez importantes defesas e cresceu na partida.

Aos dez minutos veio o balde de água fria para a Lusa. Em jogada individual, o Corinthians chegou ao gol da virada. Com o resultado adverso, a Portuguesa mostrou que também sabe jogar em outros estilos e a partir dos cinco minutos finais de jogo dominou a posse de bola, ousou ao colocar um goleiro linha, como um quase ala e por pouco não foi premiada no fim. Faltando 34 segundos para o fim da partida, um cruzamento da esquerda, um fogo amigo do fixo adversário e o goleiro do Corinthians foi obrigado a aplicar uma defesa espetacular, salvando o que seria o empate lusitano.

Engana-se quem pensa que parou por ai. A Lusa continuou em cima e faltando dez segundos para o fim da partida, a Portuguesa pressionou e roubou a bola dentro da área do Corinthians. Rabiola finalizou e Obina, goleiro adversário, garantiu a derrota da Lusa.

O capitão da equipe e autor do gol da Lusa na partida, Serginho, disse que a campanha da Portuguesa está dentro do planejado e que seria muito difícil vencer o Corinthians que pra ele é uma das melhores equipes do país.

— Nós batalhamos, corremos e acredito que vendemos cara essa derrota para o Corinthians. Sabíamos que seria bem difícil, afinal eles tem mais entrosamento, tem mais tempo para treinar. Importante é que estamos escrevendo uma bonita história a cada rodada que passa e amanhã tem mais.

Precisando da vitória, a Portuguesa enfrenta nesta quinta (8), às 18h, a equipe do Carlos Barbosa. Uma vitória deixa a Lusa em reais condições de avançar para as semifinais com Carlos Barbosa.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here